Detalhes: Grupo->Gramíneas | Produto ->Tanzânia

O Capim Tanzânia é uma gramínea com plantas de até 1,3 m de altura; as folhas e bainhas não apresentam pilosidade nem cerosidade, os colmos são suavemente arroxeados e as inflorescências são panículas com espiguetas arroxeadas, sem pilosidade e semelhantes às do capim-colonião comum.

A Tanzânia requer solos de média a alta fertilidade, mostrando-se exigente quanto ao fósforo, nitrogênio e potássio. No entanto, é capaz de obter, em torno de 37% do nitrogênio necessário ao seu crescimento, via fixação biológica.

Devido ao porte médio e menor fibrosidade dos colmos, a Tanzânia não apresenta muita rejeição de consumo como ocorre com as touceiras de outros panicuns, após o florescimento. É bem aceito por bovinos, bubalinos, caprinos e ovinos. Consorcia-se bem com leguminosas.
O Capim Tanzânia possui maior resistência às cigarrinha-das-pastagens, em relação aos outros coloniões.
O pastejo da Tanzânia deve ser iniciado quando as plantas atingirem entre 0,8 e 1,2 m de altura, as quais devem ser rebaixadas até cerca de 30 cm acima do solo. Sempre que possível utilizar pastejo rotativo, de modo a aperfeiçoar o desempenho animal. Como apresenta moderada resistência à seca, recomenda-se seu diferimento (veda) no final do período chuvoso (meados de março a abril), visando o acúmulo de forragem de boa qualidade para utilização durante o período de estiagem.
A Tanzânia é uma planta exigente em fósforo (P) e potássio (K), principalmente, na fase de implantação. Por ser planta exigente em fertilidade, recomenda-se o monitoramento da fertilidade através de análise de solo, principalmente a aplicação de nitrogênio em cobertura para manutenção da produtividade forrageira.
Os melhores resultados da Tanzânia são obtidos em pastejo rotacionado, com 1 a 5 dias de pastejo e 25 a 30 dias de descanso, durante o período chuvoso e 45 a 50 dias no inverno. Em diversos experimentos com a Tanzânia, a taxa de lotação ultrapassou a 4,0 U.A./ha. Pode ser utilizada por bovinos, em fase de engorda e cria e consumida por eqüinos e ovinos.

Ciclo vegetativo   Perene  
Forma de crescimento   Ereto, Touceiras   
Nivel de fertilidade do solo   Média/Alta  
Utilização   Pastejo, Silagem   
Indicação   Bovinos, Equinos, Muares, Caprinos e Ovinos   
Resistência a seca   Média  
Resistência a frio   Média  
Resistência a umidade   Baixa  
Resistência a cigarrinha   Alta  
Resistência a sombreamento   Média  
Acidez de solos   Tolerancia Média   
Producão de massa verde   132 ton/ha/ano   
Produção de matéria seca   22 a 26 ton/ha/ano   
Proteina bruta na matéria seca   12 a 16%   
Palatabilidade   Alta  
Digestibilidade   Alta  
Exigência de manejo   Média/Alta   
Volume de chuvas/ano   900mm  
Profundidade de plantio   0,5 a 1,0   
Taxa de Semeadura   15 a 20  kg/ha   

Em Construção

Faça sua cotação para: Tanzânia
*Nome:
*E-mail:
 *Estado:
 *Cidade:
 Endereço
(rua, nº, complemento):
 Bairro:
 CEP:
 *Telefone 1:
 Telefone 2:
 Celular:
*Assunto:
*Mensagem:
Calopogônio, Milho AL 25, Aruana, Ruziziensis, Capim Gordura, Soja Perene, Estilosantes, Mucuna Preta, Mombaça, MG-4, Piatã, Grama Pensacola, Azevém, Girassol, Feijão Guandu Anão, Milho AL Bandeirante, Sorgo, Tremoço Branco, Nabo Forrageiro, Leucena, Feijão Guandu, Mamona, Massai, Tanzânia, Grama Batatais, Brizantha, Crotalária Juncea, Lab-Lab, Humidícola, Mucuna Cinza, MG-5, Ervilhaca, Puerária, Crotalária Spectabilis, Mucuna Anã, Dictyoneura (Llanero), Milheto, Aveia Preta, Decumbens, Andropogon, Milho Verde, Milho AL 34, Feijão de Porco, Alfafa,

Araçatuba - São Paulo - Brasil - Fone/Fax: +55 (18) 3622-0407
©2017 - Todos os direitos reservados à Semeata Sementes LTDA - Cobra Desenvolvimentos