Detalhes: Grupo->Oleaginosas | Produto ->Nabo Forrageiro

O Nabo Forrageiro (Raphanus sativus L.) é uma planta anual da família das crucíferas, de hábito de crescimento ereto, herbáceo, com intensa ramificação e altura variando entre 1,00 e 1,80m.

Tradicionalmente o Nabo Forrageiro é utilizado como adubação verde, ao fornecimento de massa (palha) para o plantio direto, como cobertura do solo e reciclagem de nutrientes, cresce bem em terras pobres, seja em locais frios ou quentes. Com menor freqüência, destina-se à alimentação animal e a pasto apícola.

Recentemente o uso no Nabo Forrageiro vem sendo ampliado, com destaque para os grãos que estão sendo considerados como excelente fonte de matéria-prima para produção de bicombustível/biodiesel.

O Nabo Forrageiro é uma planta muito vigorosa, com sistema radicular pivotante e agressivo, capaz de romper camadas de solo extremamente adensadas e/ou compactadas a profundidades superiores a 2,50m.

Apresenta, ainda, características alelopáticas muito acentuadas que lhe conferem a condição de inibir a emergência e o desenvolvimento de uma série de invasoras indesejáveis.

Aos 60 dias o Nabo Forrageiro cobre cerca de 70% do solo, inibindo a entrada e o desenvolvimento de plantas daninhas, seja nas culturas em andamento seja nas futuras, reduzindo ou dispensando o uso de herbicidas.

Floresce entre 70 e 80 dias após o plantio e atinge sua plenitude aos 100 a 120 dias. Possui excelente capacidade de produção de massa, com volumes próximos de 15 toneladas por hectare.

O Nabo Forrageiro possui, ainda, alta capacidade de reciclagem de nutrientes do solo, principalmente do fósforo e nitrogênio. Seu sistema radicular vigoroso pode ser classificado como excelente subsolador natural. Os efeitos benéficos nas culturas seguintes são visuais. Uma cultura de milho implantada após a cultura de nabo forrageiro chega a produzir uma tonelada a mais por hectare se comparada com uma área deixada em pousio.

É recomendado em rotação com culturas anuais, em pomares novos ou com outras culturas perenes.

Em razão da baixa relação carbono/nitrogênio (C/N), a decomposição da palha do Nabo Forrageiro é muito rápida. Para que essa palha perdure por mais tempo sobre o solo, o consórcio com aveia, triticale ou outra gramínea favorece a sua maior permanência. 
Seus grãos, com cerca de 40% de óleo quando esmagados, são mais uma opção agrícola para fins energéticos. O óleo, comprovadamente, presta-se à produção de biodiesel e, para tanto, já foi testado in natura e, pela sua eficiência, é utilizado como combustível alternativo no lugar do óleo diesel.
O esmagamento artesanal ou industrial dos grãos do Nabo Forrageiro produz óleo, torta e farelo. A torta resultante do processo de prensagem mecânica com 93,53% de matéria seca apresenta composição de 39,01% de proteína bruta; 4,98% de matéria mineral; 13,15% de extratos etéreos (gorduras); e 5.064cal/g de energia bruta. Tratando-se de farelos obtidos pelo uso industrial de solventes, a porcentagem de gorduras cai para 1,0 a 0,5% e aumentam proporcionalmente os outros componentes.

Ciclo vegetativo  Anual, 110 a 120 Dias  
Forma de crescimento  Herbácio Determinado  
Nivel de fertilidade do solo  Alto/Médio/Baixo, Bem Drenados  
Utilização  Adubação Verde, Reciclador de Nutrientes, Rotação de Culturas e Cobertura de Solo no Inverno  
Indicação  Bovinos Corte/Leite  
Resistência a seca  Alta  
Resistência a frio  Alta  
Resistência a umidade  Média  
Resistência a cigarrinha  Alta  
Resistência a sombreamento  Baixa  
Acidez de solos  Tolerância Média/Alta  
Producão de massa verde  20 a 30 ton/ha/ano  
Produção de matéria seca  4 a 6 ton/ha/ano  
Teor de Óleo nos Grãos  40%  
Produtividade Média  300 a 800 kg/ha  
Exigência de manejo  Média  
Volume de chuvas/ano  Acima de 700mm  
Profundidade de Plantio  1,0 a 2.0 cm  
Taxa de Semeadura  de 12 a 15 kg/ha  

Em Construção

Faça sua cotação para: Nabo Forrageiro
*Nome:
*E-mail:
 *Estado:
 *Cidade:
 Endereço
(rua, nº, complemento):
 Bairro:
 CEP:
 *Telefone 1:
 Telefone 2:
 Celular:
*Assunto:
*Mensagem:
Leucena, Puerária, Ervilhaca, Mombaça, Decumbens, Capim Gordura, Mucuna Cinza, Mamona, Aruana, Tanzânia, Milho AL 25, Mucuna Preta, Crotalária Juncea, Dictyoneura (Llanero), MG-5, Feijão Guandu Anão, Grama Pensacola, Feijão Guandu, Soja Perene, Calopogônio, Alfafa, Mucuna Anã, Milheto, Estilosantes, Humidícola, Azevém, Tremoço Branco, Nabo Forrageiro, Aveia Preta, Massai, MG-4, Grama Batatais, Milho Verde, Feijão de Porco, Andropogon, Lab-Lab, Milho AL Bandeirante, Brizantha, Sorgo, Ruziziensis, Milho AL 34, Crotalária Spectabilis, Girassol, Piatã,

Araçatuba - São Paulo - Brasil - Fone/Fax: +55 (18) 3622-0407
©2017 - Todos os direitos reservados à Semeata Sementes LTDA - ESWebMarketing