Detalhes: Grupo->Oleaginosas | Produto ->Nabo Forrageiro

O Nabo Forrageiro (Raphanus sativus L.) é uma planta anual da família das crucíferas, de hábito de crescimento ereto, herbáceo, com intensa ramificação e altura variando entre 1,00 e 1,80m.

Tradicionalmente o Nabo Forrageiro é utilizado como adubação verde, ao fornecimento de massa (palha) para o plantio direto, como cobertura do solo e reciclagem de nutrientes, cresce bem em terras pobres, seja em locais frios ou quentes. Com menor freqüência, destina-se à alimentação animal e a pasto apícola.

Recentemente o uso no Nabo Forrageiro vem sendo ampliado, com destaque para os grãos que estão sendo considerados como excelente fonte de matéria-prima para produção de bicombustível/biodiesel.

O Nabo Forrageiro é uma planta muito vigorosa, com sistema radicular pivotante e agressivo, capaz de romper camadas de solo extremamente adensadas e/ou compactadas a profundidades superiores a 2,50m.

Apresenta, ainda, características alelopáticas muito acentuadas que lhe conferem a condição de inibir a emergência e o desenvolvimento de uma série de invasoras indesejáveis.

Aos 60 dias o Nabo Forrageiro cobre cerca de 70% do solo, inibindo a entrada e o desenvolvimento de plantas daninhas, seja nas culturas em andamento seja nas futuras, reduzindo ou dispensando o uso de herbicidas.

Floresce entre 70 e 80 dias após o plantio e atinge sua plenitude aos 100 a 120 dias. Possui excelente capacidade de produção de massa, com volumes próximos de 15 toneladas por hectare.

O Nabo Forrageiro possui, ainda, alta capacidade de reciclagem de nutrientes do solo, principalmente do fósforo e nitrogênio. Seu sistema radicular vigoroso pode ser classificado como excelente subsolador natural. Os efeitos benéficos nas culturas seguintes são visuais. Uma cultura de milho implantada após a cultura de nabo forrageiro chega a produzir uma tonelada a mais por hectare se comparada com uma área deixada em pousio.

É recomendado em rotação com culturas anuais, em pomares novos ou com outras culturas perenes.

Em razão da baixa relação carbono/nitrogênio (C/N), a decomposição da palha do Nabo Forrageiro é muito rápida. Para que essa palha perdure por mais tempo sobre o solo, o consórcio com aveia, triticale ou outra gramínea favorece a sua maior permanência. 
Seus grãos, com cerca de 40% de óleo quando esmagados, são mais uma opção agrícola para fins energéticos. O óleo, comprovadamente, presta-se à produção de biodiesel e, para tanto, já foi testado in natura e, pela sua eficiência, é utilizado como combustível alternativo no lugar do óleo diesel.
O esmagamento artesanal ou industrial dos grãos do Nabo Forrageiro produz óleo, torta e farelo. A torta resultante do processo de prensagem mecânica com 93,53% de matéria seca apresenta composição de 39,01% de proteína bruta; 4,98% de matéria mineral; 13,15% de extratos etéreos (gorduras); e 5.064cal/g de energia bruta. Tratando-se de farelos obtidos pelo uso industrial de solventes, a porcentagem de gorduras cai para 1,0 a 0,5% e aumentam proporcionalmente os outros componentes.

Ciclo vegetativo   Anual, 110 a 120 Dias   
Forma de crescimento   Herbácio Determinado   
Nivel de fertilidade do solo   Alto/Médio/Baixo, Bem Drenados   
Utilização   Adubação Verde, Reciclador de Nutrientes, Rotação de Culturas e Cobertura de Solo no Inverno   
Indicação   Bovinos Corte/Leite   
Resistência a seca   Alta  
Resistência a frio   Alta  
Resistência a umidade   Média  
Resistência a cigarrinha   Alta  
Resistência a sombreamento   Baixa  
Acidez de solos   Tolerância Média/Alta   
Producão de massa verde   20 a 30 ton/ha/ano   
Produção de matéria seca   4 a 6 ton/ha/ano   
Teor de Óleo nos Grãos   40%  
Produtividade Média   300 a 800 kg/ha   
Exigência de manejo   Média  
Volume de chuvas/ano   Acima de 700mm   
Profundidade de Plantio   1,0 a 2.0 cm   
Taxa de Semeadura   de 12 a 15 kg/ha   

Em Construção

Faça sua cotação para: Nabo Forrageiro
*Nome:
*E-mail:
 *Estado:
 *Cidade:
 Endereço
(rua, nº, complemento):
 Bairro:
 CEP:
 *Telefone 1:
 Telefone 2:
 Celular:
*Assunto:
*Mensagem:
Humidícola, Decumbens, MG-5, Milho AL 34, Milheto, Tremoço Branco, Massai, Aruana, Estilosantes, Mucuna Preta, Feijão Guandu, Crotalária Juncea, Calopogônio, Capim Gordura, Dictyoneura (Llanero), Mombaça, Leucena, Andropogon, Brizantha, Grama Batatais, Grama Pensacola, Feijão de Porco, Puerária, Tanzânia, MG-4, Milho Verde, Feijão Guandu Anão, Piatã, Ervilhaca, Ruziziensis, Milho AL Bandeirante, Azevém, Nabo Forrageiro, Lab-Lab, Alfafa, Girassol, Aveia Preta, Milho AL 25, Mucuna Anã, Mamona, Crotalária Spectabilis, Sorgo, Soja Perene, Mucuna Cinza,

Araçatuba - São Paulo - Brasil - Fone/Fax: +55 (18) 3622-0407
©2017 - Todos os direitos reservados à Semeata Sementes LTDA - Cobra Desenvolvimentos